Primeiro Hackathon da UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte está promovendo o seu primeiro Hackathon, que funciona como uma “maratona” de programação com o objetivo de desenvolver aplicações que usem os dados abertos da universidade ou suas APIs (sigla em inglês para o que traduzimos no português como: Interface de Programação de Aplicações).

O evento de abertura aconteceu no dia 27 de outubro e reuniu dezenas de interessados em explorar os dados da instituição de ensino. Na primeira palestra, o professor Gibeon Soares de Aquino Júnior destacou que a UFRN está disponibilizando 52 conjuntos de dados, que incluem, por exemplo, as relações de contratos e de convênios realizados pela universidade. Além disso, as APIs da UFRN permitem o acesso à dezenas de fontes de dados para uso em possíveis aplicações desenvolvidas pelos alunos e demais participantes. O primeiro dia do Hackathon também teve a palestra sobre a Lei de Acesso à Informação, com o professor Elias Jacob de Menezes Neto, membro do Legal Hackers Natal. Na ocasião, o docente fez interessantes considerações de ordem prática sobre a referida lei e mencionou vários casos reais de uso da legislação que resultaram em mudanças positivas no comportamento da Administração.

Os slides de todas as exposições realizadas durante a primeira etapa do evento estão disponíveis em: http://bit.ly/2iNI7Yp. O Hackathon só termina em 25 de novembro.

O evento conta com o apoio e o estímulo do Legal Hackers Natal, que busca promover a transparência no serviço público com o uso de tecnologia.

 

Anúncios